Categories COVID-19, Dicas Dauti

18 Dicas de proteção contra o COVID-19 no local de trabalho

Posted on
18 Dicas de proteção contra o COVID-19 no local de trabalho

“Proteção” é a palavra de ordem dos últimos meses. Com a chegada do COVID-19, a garantia da nossa proteção é necessária em qualquer lado que vamos. O local de trabalho não é exceção.

As últimas semanas foram semanas de regresso, regresso às escolas, regresso à vida “normal” e regresso ao trabalho. Muitas das empresas reabrem, muitos colaboradores voltam de teletrabalho e negócios tentam voltar ao que eram antes. Chegaram tempos menos fáceis, mas aos poucos retomamos rotinas antigas tendo em conta novas normas.

É desta forma importantíssimo adotar medidas de prevenção do COVID-19 no local de trabalho que permitam todos trabalharem com saúde, segurança e bem-estar.

Neste regresso todos os colaboradores necessitam de se sentir seguros e que, dentro da empresa, tenham em atenção certos comportamentos para que promovam a sua proteção e a proteção da sua equipa.

Por este motivo, a DAUTI decidiu reunir uma série de dicas que o ajudarão a si, seja empregador ou colaborador de uma empresa, a garantir a proteção máxima dentro do seu local de trabalho:

  • Reorganizar o local de trabalho: O local de trabalho deve ser repensado, de forma a que as pessoas cumpram a norma de distanciamento social. Os fluxos de entrada e de saída do local de trabalho devem também devem ser reformulados;
  • Reorganizar horários de trabalho: Em momentos de pausa, principalmente para almoço, é importante, caso haja um local comum, que esta pausa esteja divida por “equipas”. Não deve ser ultrapassado o número de pessoas indicado para a dimensão daquele espaço;
  • Regras espaços comuns: Deve ser repensado os espaços comuns, quais as regras a aplicar aos mesmos e como poderão funcionar para garantir a proteção de todos;
  • Sinalização: Se assim se justificar, deve ser usada sinalização de onde se deve passar e sobre a distâncias de segurança;
  • Cartazes informativos: Deverá existir na empresa cartazes de promoção de higienização das mãos com a explicação de como se faz corretamente. É uma forma de consciencialização e de proteção. Poderá encontrar este tipo de cartazes em sites como da DGS (Direção Geral da Saúde) ou OMS (Organização Mundial de Saúde);
  • Formações e ações de sensibilização: Sempre que possível devem existir sessões de formação ou de sensibilização sobre formas de proteção e de garantir a máxima higiene dentro da empresa e junto dos clientes. É muito relevante garantir que os colaboradores estejam informados e saibam dicas/normas que devem ser implementadas durante este período;
  • Planos de contingência: É relevante que exista um plano pré-definido caso haja algum caso positivo de COVID-19 dentro da empresa, onde esteja definido alguns passos a seguir;
  • Desinfeção diária: Certifique-se que existe uma higienização periódica ao longo do dia de trabalho, mesmo que seja preciso interromper o trabalho para o fazer;
  • Superfícies: Devem ser limpas regularmente superfícies como mesas, balcões, ou outro tipo de superfícies que saiba que existe muito toque e pode ser uma via de contaminação. Caso sejam revestimentos que possam ser desinfetados com lixívia (como chãos), esta será a melhor opção. Caso não seja possível, estes poderão ser desinfetados, após a limpeza, com substâncias desinfetantes ou que contenham álcool;
  • Objetos: Semelhante às superfícies, é necessário garantir a limpeza de objetos comuns, como teclados, ratos, telefones, maçanetas, entre outras – tudo que seja objetos em que toquem mais do que uma pessoa é necessária uma higienização constante;
  • Dispensadores: Uma ideia cada vez mais usada é a ter a presença de dispensadores automáticos em vários locais do estabelecimento/empresa, para que colaboradores possam usufruir e higienizar-se quando necessitarem. Deverá garantir que estes sejam recarregados regularmente;
  • Higienização de pessoas externas: Se a sua empresa tem visitas regulares de clientes/fornecedores será necessário garantir que, antes de entrar, também higienizem as suas mãos e que coloquem a Máscara de Proteção;
  • Distância recomendada no trabalho: É recomendado que exista uma distância de 2 metros entre pessoas. Caso esta distância não possa ser garantida, é recomendado a criação de uma barreira física, seja entre colaboradores ou colaboradores e clientes, como por exemplo através de uma divisória, de modo a existir uma maior proteção entre todos;
  • Contacto direto entre trabalhadores: É recomendado o trabalho “lado a lado” ou de costas, em vez de trabalho “cara a cara”;
  • Reuniões de trabalho não presenciais: A melhor opção no que toca a reuniões e trabalhos é que sejam feitos de maneira não presencial. Caso seja imprescindível a presença física, deve ser reduzida ao mínimo de pessoas e garantir que haja uma boa ventilação e uma distância de segurança entre todos;
  • Ventilação: Garanta que há o máximo de ventilação no local de trabalho, preferencialmente ventilação natural, abrindo uma janela;

Mantenha-o-seu-local-de-trabalho-segurO

Estas são algumas das muitas medidas sugeridas pela DGS e pela OMS em relação à proteção no seu local de trabalho. Se é empregador é seu dever promovê-las e perceber o que funciona e o que é necessário aplicar tendo em conta o seu negócio. Se é trabalhador de uma empresa o seu dever é pôr em prática estas normas para garantir que há a maior proteção possível para si e para a sua equipa.

Outros dois métodos eficazes e indispensáveis para garantir a sua máxima proteção e a máxima proteção de quem o rodeia são: As Fardas e as Máscaras de Proteção.

  • Máscaras de Proteção: Uma medida essencial é o uso de Máscara de Proteção. Uma utilização correta da Máscara de Proteção é meio caminho andado para estar protegido e proteger quem o rodeia. É de frisar que esta medida não é 100% eficaz, por isso é necessário adotar outras medidas complementares;
  • Fardas: Uma medida eficaz é optar pelo uso de Fardas de Trabalho. Desta forma terá um vestuário específico para usar no local de trabalho e que possa colocar e retirar antes e após terminar o seu dia de trabalho. Desta forma garante a proteção de todos os colaboradores no regresso a casa. As Fardas mais indicadas são compostas por materiais antibacterianos, laváveis a 60º ou descartáveis;

Na DAUTI poderá encontrar estes dois métodos de proteção para as mais variadas áreas de negócio. Somos uma empresa de 20 anos de experiência no ramo têxtil, que desde 1999 aconselhamos os nossos clientes com as melhores soluções para as necessidades especificas do seu negócio.

Se não sabe o que procurar ou o tipo de equipamento mais indicado para o seu negócio, a DAUTI pode ajudá-lo!

Para mais informações contacte-nos através do nosso telefone +351 252 955 336, por email comercial@dauti.pt ou pelo formulário do nosso site em https://www.dauti.pt/pt/contactos .

Para conhecer mais sobre esta e outras temáticas relacionadas com este período e formas de se proteger consulte os nossos últimos artigos do blog – temos dedicado muito do nosso tempo a ajudar todos os nossos clientes e parceiros a manter-se informados.

Deixe a sua opinião sobre esta temática nos comentários abaixo.

https://www.dauti.pt/

FONTE: DGS, OMS e ACT

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.